terça-feira, 31 de maio de 2011

ônibus terão sistema chinês

31/05/2011 - Webtranspo

Fabricante da China quer levar tecnologia elétrica ao Estado

Claudemir Bragagnolo, secretário de Infraestrutura e Logística do Rio Grande do Sul, recebeu Henry Z. Li e Stanley Tang, representantes da fabricante chinesa de baterias Byd Company Limited, que pretende implantar um sistema elétrico nos ônibus gaúchos.

Bragagnolo observou que o interesse chinês é uma boa oportunidade para que o Estado coloque em prática a intenção de gerar energia mais limpa na área de transporte. No entanto, ressaltou que o acordo ainda precisa de uma análise financeira para a viabilidade.

A ideia da Byd Company Limited é ofertar inclusive os ônibus que projeta, que têm capacidade para rodar 250 quilômetros, com uma carga de seis horas. A negociação ainda se pautará em outras reuniões.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Porto Alegre ganha ônibus com decoração da Copa

25/05/2011 - Portal 2014, Alexandre de Santi - Porto Alegre 

Pintura dos novos veículos lembra o Mundial de 2014

Novos ônibus de Porto Alegre: preparação para a Copa de 2014 (crédito: Ivo Gonçalves)


Três ônibus da prefeitura de Porto Alegre começaram a circular nesta terça-feira (24) com adesivos alusivos à Copa de 2014. Os veículos fazem parte de um lote de 12 coletivos da Carris, a empresa estatal de ônibus da capital gaúcha, que vão rodar na cidade com imagens relacionadas ao evento.

A identidade visual foi concebida pelo gabinete de comunicação social da prefeitura. De acordo com o prefeito José Fortunati, a decoração dos veículos tem o objetivo de preparar a população para receber o Mundial de Futebol. “A idéia é implantar o espírito da Copa na cidade, trazendo o engajamento da população”, acrescentou o secretário extraordinário da Copa em Porto Alegre, João Bosco Vaz no evento de lançamento do projeto, realizado na tarde desta terça-feira. 

Doze intinerários foram selecionados para receber os adesivos.

ÔNIBUS JÁ ENTRAM EM CLIMA DE COPA EM PORTO ALEGRE. MAS AS OBRAS ESTÃO MUITO LONGE DISSO.

24/05/2011 - CBN, Adamo Bazani


Ônibus adesivado em Porto Alegre em alusão à Copa do Mundo. De início serão 12 veículos assim, que também apresentam na lataria imagens dos principais pontos turísticos de Porto Alegre. A mesma animação e espírito da Copa não podem ser sentidos quando o assunto são obras de mobilidade para o Mundial e legado para a população. Das 10 obras previstas, 09 estão atrasadas. A idéia da construção de um Metrô para a Zona Norte também causou atraso. Mesmo sendo reivindicas os recursos do PAC da Mobilidade para a Copa a fim de financiarem o metrô, as obras só deverão ficar prontas dois anos depois do mundial, no final de 2016. O projeto também alterou os estudos para as obras de BRT na cidade. Foto: Francielle Caetano (Prefeitura Municipal de Porto Alegre)

Ônibus já entram em clima de Copa em Porto Alegre

Inicialmente devem circular 12 veículos adesivados em alusão ao mundial de futebol e com os principais pontos turísticos de Porto Alegre na lataria

O transporte público de Porto Alegre já entrou na euforia da Copa do Mundo. Não, nenhuma obra para melhorar a mobilidade da população e também da demanda maior de pessoas esperada por conta do evento foi concluída.

Na verdade é uma ação de divulgação e marketing da cidade, para os moradores e turistas.
Doze ônibus do sistema municipal de Porto Alegre receberam adesivação especial em alusão à Copa de 2014 e com imagens dos principais pontos turísticos da cidade.

A arte foi produzida pelo Departamento de Criação do Gabinete de Comunicação Social da Prefeitura.
A iniciativa teve aprovação direta da Fifa, federação máxima do futebol, que entendeu como positiva a idéia de já inspirar a população para os jogos.

Os ônibus deve circular pelas linhas D 43, 343, T 1, T 2, T 3, T 4, T 5, T 6, T 9 e T 11.

O presidente da gerenciadora e operadora pública, Carris, João Pancinha afirmou que os ônibus da Linha Turística também devem ser adesivados.

SEM MUITA ANIMAÇÃO:

Se os adesivos nos ônibus mostram uma Porto Alegre animada para a Copa, o mesmo sentimento não pode ser referente quando o assunto são as obras de mobilidade para o mundial e para o legado à população.
Dos 10 projetos, 09 registraram atrasos e muitos estão com prazo de conclusão indefinido.

A prefeitura de Porto Alegre apresentou no último dia 28 de março o Projeto do Metrô com traçado para a Zona Norte da cidade para desafogar o tráfego da BR 116.

O poder público municipal pleiteou que o Metrô recebesse verbas do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade, que enfoca justamente projetos para melhorar o ir e vir das pessoas em geral, mas com atenção para estruturar as cidades para a Copa do Mundo. Ocorre que, se nada der errado, a própria Prefeitura admite que o Metrô de Porto Alegre só ficará pronto só depois de 2 anos da Copa, no final de 2016.
Os investimentos em mobilidade em Porto Alegre podem chegar numa primeira fase a R$ 500 milhões, excluindo o que será aplicado no Metrô.

Apenas a duplicação da Avenida Edvaldo Pereira Paiva, a Beira Rio, que passa ao lado do estádio do Sport Club Internacional é que está dentro do cronograma.

A duplicação da Avenida Tronco sofre atrasos por conta da remoção de 1.500 famílias na área que contempla as obras.

O trânsito em Porto Alegre e nas cidades vizinhas cresceu 31% entre 2004 e 2010 e o transporte coletivo tem perdido competitividade em relação ao carro. A queda de passageiros chegou neste período 2,85%, segundo dados do Detran – RS – Departamento de Trânsito do Rio Grande do Sul e da EPTC – Empresa Pública de Transportes e Circulação, respectivamente.

Um dos principais problemas é a BR 116 que se transformou numa grande avenida, passando ao longo dos municípios como Canoa, Esteio e Novo Hamburgo.

Uma das alternativas para diminuir o congestionamento da BR 116 é a construção, com recursos federais da BR 448, a Rodovia do Parque, que vai servir estes municípios.

O trajeto vai ser paralelo em boa parte à rodovia BR 116 e a Rodovia do Parque vai terminar em frente à Arena Grêmio.
As obras devem ser concluídas em 2012 e podem habilitar o Rio Grande do Sul para a Copa das Confederações de 2013.

Especialistas criticam também o funcionamento atual da ponte sobre o Rio Guaíba, que abre e fecha para a passagem de navios de grande porte. Isso aumenta os congestionamentos no local e nova estrutura deveria ser pensada.

Os projetos de BRTs – Bus Rapid Transit, corredores de ônibus modernos que possibilitam uma velocidade maior dos ônibus, com acessibilidade, pontos de ultrapassagem e possibilidade de pagamento de passagem antes do embarque, estão indefinidos.

Os BRTs Potássio Alves, Bento Golçaves e Assis Brasil, além do monitoramento dos corredores de ônibus por câmeras e GPS não têm mais prazos definidos.

O Portal 2014 traz os prazos iniciais e os novos previstos depois dos atrasos. Há ainda muitas indefinições:

Obras previstas na Matriz de Responsabilidade
Obra Prazo inicial Prazo atual
Duplicação da av.Tronco Dez 2012 Jun 2013
Corredor da Terceira Perimetral Jun 2012 Jan 2014
Duplicação da avenida Beira-Rio Dez 2012 Jul 2013
Monit. corredores de ônibus Dez 2011 Indefinido *
BRT Protásio Alves Jun 2011 Indefinido *
BRT Assis Brasil Dez 2012 Indefinido *
Ampliação da rua Vol. da Pátria Jun 2013 Nov 2013
Prolongamento av.Severo Dullius Set 2012 Out 2013
Complexo da Rodoviária Mar 2013 Ago 2013
BRT av. Bento Gonçalves Jun 2013 Indefinido *

Todos os projetos de BRT foram alterados por conta da elaboração dos estudos para o Metrô.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Prefeitura confirma segunda viagem gratuita nos ônibus

16/05/2011 - Jornal do Comércio

MAURO SCHAEFER/ARQUIVO/JC
EPTC confirmou para julho a isenção válida para 30min após o primeiro deslocamento.

Os usuários do transporte coletivo terão um ganho econômico significativo no deslocamento pelas linhas de ônibus da Capital. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) confirmou para 1º de julho o início da gratuidade para a segunda viagem, realizada em até 30 minutos após o primeiro deslocamento. Atualmente a cobrança é de 50% sobre a tarifa de R$ 2,70. A nova realidade no sistema de ônibus valerá para qualquer linha, inclusive as mais longas, e abrangerá todos os segmentos de usuários que utilizam o cartão TRI, principalmente os estudantes, que pagarão apenas R$ 1,35, por dois deslocamentos. (audio)

O secretário municipal da Mobilidade Urbana, Vanderlei Cappellari, destaca a iniciativa: "A Prefeitura assumiu este compromisso em fevereiro, no último aumento da tarifa. A medida vai beneficiar o bolso de todos os usuários, sem exceção, e garantirá um melhor planejamento das viagens, representando um ganho a mais no sistema do transporte coletivo da capital, certamente um dos mais qualificados do País".

Atualmente, 500 mil pessoas utilizam ônibus diariamente na Capital, correspondendo a 1 milhão de viagens por dia. Destas, 400 mil pessoas pagam passagem diariamente, as demais são isentas. O número de pessoas que serão beneficiadas pela medida será de 400 mil pessoas por dia.

terça-feira, 3 de maio de 2011

EPTC libera corredor de ônibus para circulação de carros na Avenida Sertório, na Capital

03/05/2011 - Zero Hora, Humberto Trezzi

Medida divide especialistas ao abrir para qualquer veículo, nos horários de pico, pista exclusiva para coletivos.

Fora dos horários de liberação, motoristas estão sujeitos a multa ao utilizar o corredor da Sertório - Lívia Stumpf / Especial

A cena é comum. Nas bordas da avenida, faixas lotadas de carros, motos e caminhões. No meio, um vazio enorme, com duas pistas, destinadas aos ônibus, quase sem uso. O cenário se repete em várias partes da Capital, para revolta de muitos motoristas. Mas não mais na Sertório, uma das principais vias arteriais da cidade.

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) liberou os corredores, outrora exclusivos para os coletivos, para uso de qualquer tipo de veículo — apenas nos horários de pico e quando fiscais estiverem presentes.

Na prática, os corredores da Sertório têm ficado abertos aos veículos em geral todos os dias, nos horários de pico (início da manhã e fim de tarde).


ZERO HORA