terça-feira, 28 de setembro de 2010

Linhas serão identificadas de longe

Tecnologia chega aos coletivos de Porto Alegre
DPS2000 auxilia inclusão e acessibilidade de passageiros

O sistema de transporte coletivo de Porto Alegre ganhará uma nova tecnologia para autonomia, inclusão e acessibilidade de pessoas com deficiência visual, idosas ou analfabetas. A secretaria municipal de acessibilidade apresentou o DPS2000, que será aplicado nos ônibus no sentido de melhorar a identificação dos veículos.
 

Pelo sistema, um receptor instalado em veículo possibilita ao usuário com transmissor saber, a um mínimo de 100 metros de distância do ponto em que esteja, que o ônibus da linha desejada está prestes a passar. Ao mesmo tempo, mensagem de voz avisa ao motorista do ônibus a presença do usuário no ponto.
A cidade paulista de Jaú é a primeira do Brasil a utilizar a nova tecnologia. Do tamanho de um telefone celular, o equipamento permite ao passageiro sinalizar o pedido de embarque ao motorista por meio de radiofrequência, sendo programável por menu de áudio.
O DPS2000 foi criado por Dácio Pedro Simões e Julio Cesar David de Melo, do Laboratório de Sistemas Inteligentes da Escola de Engenharia Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), por quem foi patenteado, em associação com a empresa Geraes Tecnologias Assistivas. O aparelho receptor é vendido por R$ 700, enquanto o transmissor custa R$ 300.

Nenhum comentário:

Postar um comentário